Câmara debate abastecimento de água em Campina Grande

napoleao_maracajaA Câmara Municipal, atendendo propositura do vereador Napoleão Maracajá, realizou um debate sobre o abastecimento de águam no município de Campina Grande.

Da sessão participaram entre outros especialistas, o representante da PMCG, secretário de planejamento do município Marcio Caniello; o diretor regional de bacias hidrográficas da AESA Isnaldo Cândido; o professor da UFCG, Janiro Costa Rego; representantes da cidade de Cabaceiras, Boqueirão, Lagoa Seca e Remigio, além de vereadores, professores, sindicalistas, lideranças comunitárias e trabalhadores da CAGEPA. Alunos do colégio estadual da Prata também participam da Sessão Especial.

1304458136821-cagepaO parlamentar ressaltou a necessidade de se elaborar um documento contendo as principais preocupações e encaminhar para a ANA – Agencia Nacional das Águas para que mesma fiscalize a situação do açude.

De acordo com o vereador, cerca de um milhão de a habitantes da região de Campina Grande, cerca de 19 municípios, que são abastecidos pelo açude Epitácio Pessoa (Boqueirão) poderão ficar numa situação muito difícil se nada for feito. “Como é sabido por muitos, água para o nordestino não é prioridade para as autoridades. Os gastos com a transposição de água do rio São Francisco são algo em torno de 8 bilhões. Para a realização da copa cerca de 100 bilhões”. Disse.

O parlamentar afirmou ainda que o debate sobre o tema aqui em Campina Grande ainda é muito pequeno.  “Em nossa cidade poucas pessoas estão querendo debater esse assunto (água para nosso povo, para nós). Finalizou Maracajá.

Vereador pretende criar parque Zoobotânico

galego_leiteO vereador Galego do Leite (PMN) requereu d a Prefeitura d e Campina Grande, a realização de estudos técnicos para a construção de um Parque Zoobotânico em São João da Mata.

Ele justificou que o distrito possui uma mata rica em em biodiversidade, orquídeas, samambaias, bromélia, entre outros atrativos  que justificam a criação do parque.

“Grandes são os benefícios socioeconômicos para o distrito, afinal não dispomos de uma área que una o lazer  e a  educação prática da preservação do meio ambiente”,Justificou o vereador.

Vereador defende instalação de Escola Militar em CG

sgto_regisCom o objetivo de melhorar as condições dos policiais militares e de toda comunidade de Campina Grande e cidades circunvizinhas, o vereador Sargento Régis solicitou, através de requerimento, já protocolado na Câmara de Vereadores, a instalação de um Colégio Militar para acidade.

Segundo Régis, o intuito da sua solicitação é melhorar a integração da Polícia Militar com a comunidade, através de uma unidade educacional, bem como trazer mais qualidade na educação para a Cidade.

Vereador alerta para risco de colapso e necessidade de racionamento em Campina Grande

Alexandre_sindO vereador Alexandre do Sindicato (PTC) afirmou que a necessidade de racionamento de água na cidade é uma realidade que não pode mais ser disfarçada. “A situação é preocupante, ainda mais quando a gente ouve especialistas falarem sobre nossa situação hídrica. Tenho ponderado na Câmara sobre a necessidade urgente de racionamento”, disse.

Segundo o parlamentar, o quadro é muito mais crítico do que o Governo do Estado tenta fazer crer. “Não se pode mais maquiar a situação de Boqueirão.

No último racionamento, a situação era de menor gravidade e houve o racionamento. Hoje, vivemos uma situação mais crítica e nada é feito por parte das autoridades. “Precisamos de providências que nos tragam o mínimo de tranqüilidade”, ponderou.

Os índices volumétricos do açude Epitácio Pessoa, manancial que é responsável pelo abastecimento de Campina Grande e outros 19 municípios da região do Compartimento da Borborema, está agora muito abaixo da margem de segurança para o abastecimento das cidades que hoje dependem das águas desse reservatório.

boqueirao 045Atualmente, o reservatório está com  um pouco mais 202 milhões de metros cúbicos de água, o que equivale a 49% da sua capacidade total. Por dia Boqueirão perde cerca de um centímetro de água, o que equivale a 280 mil metros cúbicos.

Em março deste ano os parlamentares de Campina Grande fizeram uma visita ao açude para contatar a real situação do manancial. E um documento com o relatório da visita foi enviado para os deputados federais que compõem a bancada paraibana no congresso e para os principais órgãos de fiscalização do estado.

Pelos cálculos dos órgãos que monitoram o Açude Epitácio Pessoa, a exemplo da AESA, no decorrer de 2012 o manancial sofreu uma redução de 120 milhões de metros cúbicos de água. Isso significa, em tese, que o atual volume seria suficiente para abastecer Campina Grande e região por mais dois anos.

 

CMCG finaliza discussões e LDO segue para votação

 

ldo 1A Lei de Diretrizes orçamentárias (LDO) de Campina Grande foi discutida, em quatro audiências públicas, por Secretários Municipais, conselheiros do Orçamento Participativo e a população através de representantes de entidades sociais em quatro Audiências Públicas realizadas na Câmara de Municipal de Campina Grande.

As audiências contaram com a participação de todas as Secretarias do Município, além do Gabinete do Prefeito, IPSEM, STTP, URBEMA, PROCON, coordenação de gestão do município, UCES e coordenação do orçamento participativo (OP), representantes de sindicatos rurais, assessores, conselheiros e delegados do OP.

Conforme previsto pelo calendário elaborado pela Comissão de Orçamento, presidida pelo vereador Marinaldo Cardoso, nos dia 28 e 29 de maio, 04 e 05 de abril, aconteceram, no plenário da “Casa de Félix Araujo”, as audiências que trataram de temas relacionados ao exercício financeiro de Campina, com as deliberações das de todas as pastas da administração municipal. As audiências foram realizadas sempre a partir das 14h00 e finalizadas por volta das 22h00.

De acordo com os secretários municipais, as metas e prioridades para o exercício financeiro, devem atingir uma receita de cerca de R$ 930 milhões em investimentos por parte do município em todas as áreas e ações da administração municipal.

Serão feitos importantes investimentos para recuperar ou viabilizar obras e ações fundamentais para o município. É o caso do segundo anel viário, alça noroeste, da Biblioteca Municipal, que estava interditada e agora está funcionando de maneira precária, do Centro Cultural Lourdes Ramalho, que por pouco também não foi interditado e agora passa por uma ampla reforma. A meta é viabilizar essas e outras obras, além de recuperar esses equipamentos e viabilizar outros.

Para a educação, que é responsável por 120 escolas e 25 creches, o mais urgente é melhorar as condições físicas dos prédios. Também é imprescindível tornar a escola mais atraente para o estudante. Durante as discussões a secretaria de educação anunciou a construção de 10 novas creches.

A ANDE também participou dos debates em torno da LDO e ressaltou a relevância do Banco do Povo. Além das arcas, na região central de Campina, que agora estão sob a responsabilidade da pasta. A meta é tornar esses comércios autossustentáveis.

As discussões realizadas nas audiências vão orientar a elaboração da Lei Orçamentária Anual, que é a lei que indica como o governo municipal vai arrecadar e como irá investir os recursos públicos.

Antes disso, o executivo deve encaminhar a CMCG, para votação, o Projeto de Lei das Diretrizes Orçamentárias, baseado no que se deliberou nas audiências.

 

 

CMCG realiza última audiência para elaboração da LDO 2014

A Lei de Diretrizes orçamentárias (LDO) de Campina Grande foi discutida por Secretários Municipais, conselheiros do Orçamento Participativo e a população através de representantes de entidades sociais em quatro Audiências Públicas realizadas na Câmara de Municipal de Campina Grande.

As audiências contaram com a participação de todas as Secretarias do Município, além do Gabinete do Prefeito, IPSEM, STTP, URBEMA, PROCON, coordenação de gestão do município, UCES e coordenação do orçamento participativo (OP), representantes de sindicatos rurais, assessores, conselheiros e delegados do OP.

A última audiência, conforme previsto pelo calendário elaborado pela Comissão de Orçamento, presidida pelo vereador Marinaldo Cardoso, foi realizada nesta quarta-feira, 05, e tratou de temas acerca do exercício financeiro para Campina, com as deliberações das seguintes pastas: Secretaria Municipal de Assistência Social, Fundo Municipal de Assistência Social, Fundo municipal de Saúde, Secretaria Municipal de administração, Secretaria Municipal de Saúde e Secretaria Municipal de Finanças.

As discussões realizadas nas quatro audiências públicas vão orientar a elaboração da Lei Orçamentária Anual, que é a lei que indica como o governo municipal vai arrecadar e como irá investir os recursos públicos.

Antes disso, o executivo deve encaminhar a CMCG, para votação, o Projeto de Lei das Diretrizes Orçamentárias, baseado no que se deliberou nas audiências.

CMCG realiza terceira audiência da LDO 2014

Foi realizada na tarde desta terça-feira, 04, a terceira audiência pública para discutir a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de Campina Grande. A audiência foi conduzida pelo presidente da Comissão de Orçamento da Câmara Municipal de Campina Grande, o vereador Marinaldo Cardoso.

A LDO foi discutida por secretários, conselheiros do Orçamento Participativo e a população através de representantes de entidades sociais, que esclareceram o papel de cada pasta e deliberaram sobre as necessidades e demandas da população.

De acordo com os secretários municipais, as metas e prioridades para o exercício financeiro, devem atingir uma receita de cerca de R$ 930 milhões em investimentos por parte do município em todas as áreas e ações da administração municipal.

Na audiência desta terça, foram discutidas as metas e prioridades da Secretaria Municipal de Obras, Secretaria Municipal de Serviços Urbano e Meio Ambiente, Urbema, Secretaria Municipal de Planejamento e Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos para 2014.

As discussões realizadas nas quatro audiências públicas previstas pelo calendário elaborado pela Comissão de Orçamento da CMCG vão orientar a elaboração da Lei Orçamentária Anual, que é a lei que indica como o governo municipal vai arrecadar e como irá investir os recursos públicos.

Para finalizar as discussões relativas à LDO, será realizada no próximo dia 05 de junho, a ultima audiência pública que irá abordar o exercício financeiro para as seguintes pastas: Secretaria Municipal de Assistência Social, Fundo Municipal de Assistência Social, Fundo municipal dos Direitos Difusos (PROCON), Secretaria Municipal de administração, Secretaria Municipal de Finanças e Procuradoria Geral do Município.

Fórum de Proteção e Bem Estar Animal elege nova diretoria

animal

Nesta Segunda-Feira, 03, a partir das 16hs, na Câmara Municipal de Campina Grande, será realizada eleição para a renovação da diretoria do Fórum Municipal de Proteção e Bem Estar Animal de Campina Grande.

Na oportunidade serão expostas as ações realizadas pelo fórum desde sua fundação em 2009 até 2013, como por exemplo, o reconhecimento legal do fórum em 2012, pela Câmara Municipal de Campina Grande através da resolução 014/2012.

Até então, o Fórum estava sendo dirigido por uma comissão Provisória, que ficou responsável pelos trabalhos relativos formalização do Fórum, além das discussões a cerca da eleição que acontece hoje.

O Fórum Municipal de Proteção e Bem Estar Animal tem a função de unir pessoas e organizações, governamentais ou não, comprometidas com a causa dos direitos dos animais, com intuito de desenvolver políticas públicas para o bem estar animal, além de difundir a ideia de que as ações humanas podem afetar os animais e outros seres vivos e que, por causa disso é necessário lhes prestar cuidados.

Alexandre cita Carlos Lacerda em discurso sobre a imprensa

sessao_imprensaA sessão especial em homenagem ao Dia da Imprensa, que será comemorado no próximo sábado, 01, realizada no plenário da Câmara Municipal de Campina Grande teve como palestrante principal o jornalista, professor e doutorando Leonardo Alves, e contou com as presenças de representantes de segmentos da categoria, a exemplo da Associação Campinense de Imprensa (Eliomar Gouveia) e Associação Paraibana de Imprensa (João Pinto).

Leonardo Alves falou sobre os desafios da imprensa na atualidade, desde as redações dos jornais e televisões, passando pelo rádio, e chegando aos portais e blogs da internet. Ele mostrou, ainda, as mudanças já perceptíveis ao longo do tempo no cotidiano da atividade da imprensa, inclusive o acúmulo de funções sobre um único profissional.

Em seu discurso, Alexandre do Sindicato afirmou que

Câmara realiza segunda audiência da LDO 2014

ldo 1

Foi realizada na tarde desta quarta-feira, 29, a segunda audiência pública para discutir a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), como previsto no calendário elaborado pela Comissão de Orçamento da Câmara Municipal de Campina Grande. Participaram da audiência, representantes da Secretaria de Educação, IPSEM, Secretaria de Cultura,  além do Fundo Municipal de Infância e Adolescência.

A secretária de Cultura do Município, professora Marlene Alves, deu início aos trabalhos falando de alguns dos equipamentos vinculados à sua pasta que estão em condições ruins.